Will e Will

Will e Will

Olá meus bombons de licor, tudo bom com vocês?

Hoje eu trago uma resenha/indicação de um livro com temática LGBTQI+ e espero que vocês se interessem e vão ler, pois é realmente um livro fenomenal, e para quem já leu, depois me digam o que acharam.

“Will & Will – um nome, um destino” é um livro escrito por John Green e David Levithan, que conta a história de dois Will Grayson, onde cada capítulo é narrado por um dos Will, respectivamente criado por um dos dois autores.

Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra… Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une. Mas mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em uma aventura de grandes proporções.

O Will Grayson criado por John Green mora em Chigado, é bem reservado e Tiny Cooper é seu melhor amigo, Tiny é um jovem gay assumido e que vive trocando de namorado e está sempre apaixonado e animado ao extremo, fazendo seu amigo Will passar vergonha constantemente.

O Will Grayson do David Levithan mora com a mãe, sofre de depressão e sua amiga mais próxima é Maura, mas com o passar da história veremos que ela não é lá tão amiga assim. Ele tem grande dificuldade de contar para as pessoas que é gay, fazendo de Isaac, um amigo online que ele está apaixonado, seu único confidente.

Eu confesso que quando comprei o livro fui mais chamada atenção pelo nome de John Green, afinal já li dezenas de livros dele e sou completamente apaixonada, é inegável que ele sabe conduzir muito bem uma história e é sucesso de vendas quase que sempre. Mas David me surpreendeu muito – nunca havia lido nada do autor anteriormente – e arrisco a dizer que o “Will” dele irá te prender mais a atenção, não que seja uma competição, longe disso.

Os dois Wills vão se encontrar e o Will depressivo vai conseguir ver as coisas boas da vida e assumir de vez como homossexual sem medo.

É uma história sobre crescimento e amadurecimento envolvendo um tema que poderia ser espinhoso se não cuidado da maneira correta. Mas Green e Levithan tratam de forma muito leve e cativam rapidamente o leitor.

Cada autor toma um Will Grayson para si e o constrói como acha melhor e os capítulos são alternados entre a visão de um Will e do outro. E funciona. O livro retrata a adolescência de jovens gays como se eles fossem totalmente aceitos pelos seus colegas de escola e pais de amigos. Ou seja, um livro que ainda não retrata, infelizmente, a sociedade real. – Muitos de vocês sabem disso melhor que eu – Contudo, já é um passo. E que essa realidade seja mais vista no nosso chamado “mundo real”.

O livro é divertido e, nos capítulos de John Green, tem tudo o que se pode esperar de um livro do autor. É possível encontrar os macetes que o autor cria com certa facilidade, a escrita de John Green é muito característica, e para quem já o conhece – eu por exemplo – é fácil notar essas particularidades do mesmo.

Pessoalmente, acho que a estrela do livro – como já comentei anteriormente – é David Levithan. Talvez por eu não ter lido nada antes do autor, sim claro. Mas esse é meu palpite.

O Will que ele retrata parece ter mais profundidade em vários sentidos. Consecutivamente, temos um maior crescimento dele ao longo da história.

Will & Will é um livro feito para uma leitura rápida, que alterna entre dois personagens e dois mundos totalmente adversos, apreciar o crescimento e união dos dois lados é muito divertido, por assim dizer. É um livro bem gostosinho de ler e eu indico com toda certeza.

Bom, meu bombons por hoje é só, beijos e até a próxima.

Compartilhar esta publicação

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments
Vitória

Partiu comprar o livro


1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Optimized with PageSpeed Ninja