Você já ouviu músicas de K-pop que falam sobre empoderamento feminino?

Você já ouviu músicas de K-pop que falam sobre empoderamento feminino?

Olá meus bombons de licor, tudo bem com vocês?

Hoje nós vamos falar sobre empoderamento feminino no K-Pop!

E para isso hoje eu trouxe uma lista com cinco músicas de K-pop, cantada por mulheres claro, que trazem como centro discursos de empoderamento feminino e críticas à sociedade, machista em que infelizmente vivemos.

Empoderamento deriva da palavra poder, neste contexto significa ações para fortalecer o gênero feminino e a consciência coletiva sobre a equidade dos gêneros.

O termo pode ser usado para ressaltar uma classe socialmente excluída, como negros, homossexuais e outros demais.

O empoderamento na música pop coreana é uma maneira das cantoras irem contra o sistema patriarcal e exporem seu “eu” independente, assim inspirar outras mulheres a, enfim, se sentirem livres dos julgamentos e pressões sofridas na sociedade.

Vale ressaltar que Empoderamento feminino e Feminismo são duas coisas diferentes, apesar de um ser a consequência do outro.

As mulheres precisam reconhecer sua força e apoderar-se dela para lutar por seus direitos, é muito bonito essa postura das Idols que estão em evidência na mídia usando isso para passar uma mensagem, não somente música para entreter, mas sim para ensinar e transmitir uma mensagem.

• Jessi – Ssenuni

“O vencedor já foi nomeado nesta competição. Até os homens ficam assustados. Ronda Rousey”

Jessi exala autoconfiança, ela sabe que é bonita e faz questão de exaltar isso em seu estilo de vida. Muitos a julgam por seu tom de pele, que foge do padrão coreano, seu estilo “ousado” e as palavras de baixo calão que ela usa frequentemente em suas músicas.

Nessa canção ela mostra que não precisa dos outros para viver, “Não importa as asneiras que eu diga vou continuar fazendo sucesso”.

Ela aparece num ringue acompanhada de um homem vestido com roupas de luta, usando golpes especiais, ela o derruba no chão e o vence, isso significa que ela pode, sim, ser tão forte quanto um homem, e lutar de igual para igual com um, chegando a citar a lutadora Ronda.

Usando também a expressão “unnie feroz” – expressão usada para se referir a uma mulher mais velha – e afirma que é, quando outras se referem a ela assim. Além desta, uma música que chama muito minha atenção é “Who Dat B”, onde ela mostra que independente de como os outros a tratem, e quanto falem dela, espalhando fofocas e afins, ela permanece no topo.

• Miss A – I Don’t need a man

“Eu pago o meu aluguel com meu dinheiro. Eu compro minha comida, eu compro minhas roupas. Pode não ser muito, mas me satisfaz. E é por isso que eu me amo”

Miss A tem várias músicas bem famosas, mas “I don’t need a man” é a minha favorita. Essa música fala sobre você ser capaz de se cuidar sozinha e ser independente sem a necessidade de um homem para te sustentar. Perfeitas!

• Gain – Paradise Lost

“Eles estão fazendo uma história. Para que eles possam controlar você e eu. Qualquer um que procura o paraíso perdido”

Na ousada letra de “Paradise Lost”, Gain traz uma releitura da história bíblica de como Adão e Eva perderam o paraíso, na perspectiva de uma mulher que tem total compreensão e controle de si mesma e de seu erotismo. Lendária!

• CL –The badest female

“Sou uma abelha rainha. Sou a heroína. Sou como uma bola de rugby, não sei qual o próximo lugar onde vou pular”

Não poderíamos deixar de falar da rainha CL, não é mesmo? Em “The Baddest Female” ela se identifica como uma heroína e na música ela mostra outro significado da palavra “má” e mostra orgulho em ser uma ‘bad female’. A sociedade ama mulheres que se encaixam no

padrão “boazinha”, mas CL vem dar destaque as que não se encaixam nesse padrão.

• BoA – Girl’s On Top

“O dinheiro compra a autoestima de um homem. Agora conheça sua desgraça. Agora, vamos ouvir o que a BoA tem a dizer. Neste novo século, as garotas estão no topo.

Metade do mundo. É feito por mulheres

(Vá, meu bem! Garota, erga-se!

Jogue suas mãos pra cima! Você gosta disso?)”

Um dos maiores sucessos da rainha do K-pop, BoA “Girls On Top” se tornou um hino feminista para os fãs da música coreana. BoA rejeita a imagem de mulher frágil e que deve se adequar a padrões esperados pela sociedade. Garotas no topo!

Então meus amores por hoje é só, espero que vocês tenham curtido. Beijos e até a próxima!

Compartilhar esta publicação

Comente e deixe a gente Feliz


%d blogueiros gostam disto:
Optimized with PageSpeed Ninja