Transtorno de Ansiedade e K-idols

Transtorno de Ansiedade e K-idols

A ansiedade é um transtorno mental cuja característica principal é o medo do futuro, sendo assim, não é difícil de conhecermos alguém diagnosticado com essa doença. Muitos costumam dizer que a indústria da música é uma montanha russa e isso é verdade, vários fatores ou simples detalhes podem terminar ou estagnar a carreira de um artista, antes mesmo que ele se dê conta disso, por isso vemos um alto índice de diagnósticos dentro dessa área.

Enquanto vemos um K-idol sorridente nos palcos, aparentemente feliz e com uma vida perfeita, ele pode sim ter um transtorno mental que o afete diretamente, como a ansiedade. Talvez, depois que as luzes do espetáculo se apagam, quando os fãs já foram embora e esse artista precisa voltar para o seu dormitório, ele se sinta como descrito na música ‘Don´t Worry – Gunmin x Heedo’, “Enquanto eu me sentei em meu quarto e olhei para o teto, tive muitas lágrimas derramadas”.

PRINCIPAIS MOTIVOS QUE LEVAM UM K-IDOL A DESENVOLVER ANSIEDADE:

Existe todo um estereótipo de perfeição no mundo do Kpop e é exatamente essa busca para se encaixar nos padrões impostos que leva muitos k-idols a desenvolverem o transtorno de ansiedade.

 Por exemplo, na produção de um novo projeto musical, eles passam por estresses constantes para conseguirem aprender as coreografias num curto período, memoriza a letra da música, manterem o corpo dentro dos padrões coreanos e assim conseguir o seu debut. Após o projeto ser lançado, tem toda aquela divulgação que o artista precisa por parte da empresa em que trabalha e em troca desse prestígio, a sua música precisa ser boa o suficiente para alcançar os TOPS das paradas musicais e ser indicada em premiações. Quando as pessoas veem um desses clipes, o projeto já está finalizado e não imaginam o desgaste físico e principalmente emocional que pode estar por trás daquela produção.

Entretanto, os motivos que podem desencadear essa doença são bem mais amplos e não se limitam apenas ao fator estressante. Um K-idol que debuta em um ‘boy group’ por exemplo, assina um contrato e passa a ser parte da empresa  na qual debutou, ajudando no seu engajamento e em outros aspectos semelhantes, como a imagem da instituição. Porém, em muitos casos, as cláusulas dos contratos dão total liberdade para aquela empresa opinar e interferir diretamente em aspectos na vida do artista, como a aparência, a sua exposição nas redes sociais, vestimenta e outros detalhes que deveriam ser de critério próprio. É como se a vida deles passasse a pertencer àquela empresa e o fato de não poderem mais tomar suas próprias decisões e ter a sua vida dominada por outras pessoas, pode e vai trazer frustrações, medos, traumas, falta de amor próprio e etc…

Outro motivo, além dos já citados, pode ser a falta de apoio e até mesmo o desprezo por parte da própria empresa para qual trabalham. Algumas dessas gravadoras acabam por fazer diferenças alarmantes entre os grupos que fazem parte da mesma ou até entre os integrantes de determinado grupo. Um exemplo claro dessa discriminação é o descaso que vem acontecendo com o grupo NewKidd, a J-Flo Entertainment, empresa a qual o grupo pertence, deixou claro desde o pré-debut que nem todos os integrantes merecem prestígio ou dedicação por parte dela. A discriminação foi tanta que a empresa chegou a ocultar alguns integrantes da capa de uma música na pré-estreia do grupo e isso continuou após o debut, fazendo diferenças entre os locais aonde eles dormiam, na distribuição das linhas e no screen time dos vídeos do grupo.  Essa falta de respeito com o talento deles chegou a seu ápice nesse ano de 2020, com o desaparecimento de três integrantes, os mesmos que foram tratados com desinteresse pela empresa durante muito tempo. Hansol, Jiann e Seungchan desapareceram das redes sociais do grupo, não postaram sequer uma foto atual durante esse período, mesmo depois da insistência de fãs, tudo que a empresa fez foi postar um comunicado indicando que os mesmos estariam hospitalizados, não dando nenhum detalhe sobre o estado dos mesmo, e desde então, apenas reciclam mídias antigas desses integrantes nas redes sociais.

Sendo assim, os fatos que sempre vão prevalecer é que os K-idols estão rodeados de motivos que podem servir como um gatilho para essa doença que apesar de silenciosa, pode ser mortal. A ansiedade é capaz de roubar a sua saúde mental e pode vim acompanhada de outros transtornos, como a depressão.  Essa doença te afeta fisicamente e se não for diagnosticada e tratada, ela é capaz de destruir a sua vida, acabar com a sua carreira e te fazer um refém dela pelo resto da vida. É importante que as pessoas tenham mais consciência e passem a tratar os K-idols como seres humanos vulneráveis a essas doenças, como todos nós.

Eles não são perfeitos, também cometem erros, se estressam e ficam cansados.

K-IDOLS QUE JÁ FORAM DIAGNOSTICADOS

A artista Soyul é um exemplo de como a rotina estressante pode afetar a saúde mental de um K-idol. Durante a promoção de um novo álbum do grupo feminino Crayon Pop, a integrante Soyul foi extremamente afetada por diversos fatores envolvendo a empresa e também a jornada de preparação para finalizarem o projeto. Ocorreram substituições nos cargos da empresa e por conta disso, elas acabaram tendo que se ajustar aos padrões exigidos por uma nova direção e tiveram que reprogramar o projeto, mudar o ambiente em que viviam e todos os preparativos relacionados. Com tudo isso, a cantora logo começou a sentir sintomas emocionais e físicos, como febre, tontura, estresse, ansiedade, entre outros… E antes mesmo do lançamento do álbum, ela foi diagnosticada e após o fim das promoções, ela foi afastada com o objetivo de tratar a doença.

Em 2016, o artista Bang Yongguk ex-integrante do grupo B.A.P., já relatou que sofreu com o transtorno de ansiedade desde o começo da sua carreira. O cantor chegou a compor diversas músicas que relatam seus sentimentos e emoções durante seus momentos de crises e instabilidades, seu caso chegou a se agravar e ele acabou desenvolvendo síndrome do pânico, principalmente após passar por disputas judiciais com uma determinada empresa. Como descreveu em sua música AM 4:44, “Todas as noites eu passo minhas noites solitárias com pensamentos ruins… Assim como eles não prestam atenção nas vítimas mentais que deixaram para trás”, a ansiedade vai te consumir com maus pensamentos e as pessoas não se importam se vão ou não instigar uma crise ou destruir a sanidade mental de alguém.

Profile and Facts of Bang Yong-guk | Channel-K

VOCÊ PODE FAZER A DIFERENÇA!

As causas de uma doença podem variar muito, mas não é difícil estabelecermos os principais fatores que levam àquele quadro. Na indústria da música coreana, esses fatores só tendem a aumentar devido ao estereótipo criado em volta desse mundo, os artistas precisam estar perfeitos em exatamente tudo, por conta disso, infelizmente o número de K-idols diagnosticados ou que sofrem dessa doença mesmo sem terem o diagnóstico, só vai aumentar ainda mais enquanto mantiverem essa cobrança em cima deles.

 Um acontecimento muito triste é quando os próprios fãs atacam seus Idols por motivos fúteis, quando falam muito sobre a sua aparência ou cobram demais deles por conta de um vocal em que não se saíram bem ou o passo errado de uma coreografia. Se essas críticas já machucam vindas de pessoas desconhecidas ou que odeiam o trabalho daquele artista, imagine só o quanto deve doer quando esses ataques são deferidos por parte das pessoas que deveriam apoiar e incentivar o trabalho daquela pessoa.  Todos precisam começar a ter em mente que palavras matam e palavras negativas podem não fazer diferença para você, mas é capaz de devastar uma pessoa que sofre de ansiedade, para ela, um comentário desse tipo machuca como uma faca cravada no coração e eu garanto que os sintomas também serão físicos. Junto com pensamentos negativos virão a falta de ar, o suor nas mãos, a inquietação, a insônia, o aperto no peito, a dor, a fraqueza e vários outros. A ansiedade, assim como a depressão, também pode levar as pessoas a tomarem medidas drásticas e irreparáveis, como o suicídio.

Muitos K-idols fazem da música um refúgio aonde podem expressar seus sentimentos, acontecimentos e momentos especiais ou não em suas vidas. A maioria deles tenta transmitir uma mensagem em suas melodias, descrevendo emoções que enfatizam o objetivo que tiveram ao compor uma canção, podemos ver um exemplo disso muito claro na música do começo do artigo, os autores de ‘Don´t worry’ expressaram: “mesmo se eu derramar lágrimas e parecer miserável, eu só preciso continuar. Não se preocupe, tudo bem se tudo quebrar, mesmo que não seja agora, eu serei o ‘eu’ que eu quis ser, agora eu sou lindo”. Algumas músicas, como essa, nos ensinam que podemos continuar e que um dia tudo ficará bem, leve em consideração a energia positiva dessa música e a intenção dos seus autores, e principalmente, se torne a melhor versão de você.

Sendo assim, sempre estejam dispostos a apoiar, fazer elogios e principalmente, oferecer ajuda a essas pessoas. A ansiedade pode parecer um monstro gigante quando se estar sozinho, mas se as frustrações forem compartilhadas em palavras e o tratamento correto for administrado, esse monstro pode desaparecer, talvez para sempre.

É preciso lembrá-los que estamos no mês amarelo, período da campanha de prevenção ao suicídio (matéria da laysa). Dessa forma, durante todo o mês, a Boys Love Brasil, além de nossa habitual programação, traremos também conteúdos relacionados à causa, engajando e demonstrando todo o nosso apoio à preservação da vida.

Caso sinta necessidade ou conheça alguém que precise, contate o Centro de Valorização da Vida (CCV), uma instituição que auxilia pessoas em situações de vulnerabilidade emocional, atuando na prevenção ao suicídio. Para conversar com um dos colaboradores, ligue para 188 ou acesse o site. Não se preocupe, o atendimento é anônimo, 100% gratuito e funciona 24h por dia.

Se você gostou dessa matéria, por favor, não deixe de curtir e expor a sua opinião. A sua interação é muito importante para a manutenção do site. Além disso, não se esqueça de seguir as nossas plataformas digitais, por lá, você tem acesso a todo o conteúdo produzido pela página como notícias, capítulos de novels, trailers, reviews e tudo mais.

A Boys Love Brasil agora tem uma loja! Lá, você pode encontras acessórios como camisetas, canecas e almofadas do seu dorama, banda de k-pop ou anime preferidos. Se você ainda não conferiu, acesse clicando aqui.

Além disso, a BLB agora também possui uma editora! Se você tem interesse ou conhece escritores que produzam histórias, sobretudo LGBTQ e que gostariam de publicá-las online. Entre em contato conosco. Para acessar o site, clique.

Para acessar o site das Novels Boys Love, clique aqui.
Para acessar o nosso canal do Youtube, clique aqui.
Para nos seguir no Instagram, procure por: @boyslovebrasill ou clique aqui.
Para nos seguir no Facebook, procure por: Boys Love Brasil ou clique aqui.
Para nos seguir no Twitter, procure por: @bloversbrasil ou clique aqui.
Para nos seguir no Telegram, procure por: Boys Love Brasil ou clique aqui.

Texto de: Elisa.

Compartilhar esta publicação

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments
trackback

[…] publicamos matéria sobre transtorno de ansiedade nos kidols e também sobre a influência que o artista tem na vida do fã e agora vou falar sobre a música […]


1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Optimized with PageSpeed Ninja