Smalltown Boy: um hino para resistir

Smalltown Boy: um hino para resistir

Como é possível uma única música ter a capacidade de expressar tantos sentimentos sob uma letra simples, e que conta com uma das mais fabulosas vozes que a humanidade teve o prazer e o privilégio de ouvir? Hoje, vamos conversar sobre o hit “Smalltown Boy” da banda britânica Bronski Beat. 

Smalltown Boy, do inglês, significa garoto da cidade pequena (ou garoto do interior) e conta a história melancólica de um jovem que se vê apaixonado por um nadador e, pensando ter seu amor correspondido pelo rapaz, percebe depois que a realidade é um pouco amarga.

Após ele dizer ao outro o que sentia, o protagonista é perseguido pelo garoto com a polícia até ser encurralado num beco, sendo acusado – falsamente – de ter roubado alguma coisa.

Escoltado pela polícia até a casa de seus pais, é recebido aos prantos por sua mãe e desapontado por seu pai. Não suportando essa situação, o garoto decide ir embora. Ao se despedir, leva apenas uma mochila, lanches e o dinheiro contado para a passagem do trem. Na canção, há uma menção a esse fato: 

Você parte pela manhã com tudo que te pertence dentro de sua carteira preta / Sozinho na plataforma, o vento e a chuva castigam seu rosto triste e solitário.”

Já dentro do trem, o menino encontra mais dois outros, estes, diferentes dos outros, são seus amigos que o aceitam do jeito que é. O clipe termina com eles desembarcando em algum lugar que talvez permita com que eles vivam e amem sem preconceitos.

História do Clipe

O clipe conta a história da formação da banda, sendo o garoto que saiu de casa, Jimmy Sommervile, o vocalista da banda e, os outros dois (amigos que aparecem na estação), Larry Steinbachek (percussão) e Steve Bronski (tecladista). 

Steven, Larry e Jimmy (da esquerda para a direita) Imagem: Reprodução

Isso foi em 1980, quando Jimmy se apaixonou por outro cara do clube de natação, teve seu amor não correspondido, foi perseguido e decidiu sair de casa, em Glasglow (Escócia) para tentar a vida em Londres. Lá, encontrou Larry e Steve, outros dois homossexuais assumidos que compunham canções sobre suas vidas.

Em 1983, eles decidem dividir um pequeno apartamento em Brixton. Após alguns concertos, receberam a proposta para fecharem um contrato com a London Records e, em Junho de 1984 estrearam com o single Smalltown Boy, canção bastante polêmica e vanguardista para época, pois tocava em assuntos bastante sensíveis (até hoje), envolvendo desde a homossexualidade e aceitação familiar até solidão e violência. 

Imagem: Reprodução

A música alcançou o terceiro lugar nas paradas britânicas, além do TOP 48 nos EUA, permitindo, naquele mesmo ano, a publicação do primeiro e mais conhecido álbum da banda, The Age Of Consent (1984). 

30 anos após o lançamento da canção e do disco, Jimmy Sommervile decidiu comemorar a data lançando algumas regravações das músicas em um projeto solo. Em um post de suas redes sociais, ele afirmou: “Junho de 2014 marca um aniversário muito especial – 30 anos desde o lançamento do Smalltown Boy. Originalmente lançada em 1984, a música abordou questões-chave na cultura LGBT dos anos 80 e trouxe a homossexualidade e a homofobia para o mainstream pop. A música lida com a solidão, a rejeição pela família e pela sociedade e também sendo intimidada por supostas diferenças. A música foi e continua sendo uma inspiração para muitas pessoas. Ela também inspirou tantas versões variadas de capa e foi comemorado musicalmente em todo o mundo, como você pode ver nos vídeos recentes publicados na página de Jimmy no Facebook.”, comenta o cantor. 

 A militância e o ativismo social de Sommervile voltados para a causa LGBT representam um ato importante, pois naquela época a homossexualidade ainda era classificada como uma enfermidade pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e muitos países ainda a consideravam como crime. É válido lembrar que na Escócia, país-natal de Jimmy, a descriminalização da homossexualidade ocorreu somente em 1980. 

Descrito hoje como o país com o parlamento mais gay do mundo, a Escócia é considerada uma das nações mais progressistas da Europa quanto à diversidade sexual. Incorporando, em 2018, o ensino dos Direitos LGBTI ao currículo escolar, dessa maneiras, escolas públicas passaram a ensinar aos alunos sobre a trajetória histórica do movimento LGBTI.

Finalizo essa matéria com sorriso e satisfação em poder contar que em alguns países do mundo há pessoas que encaram a diversidade como algo natural, como sempre foi. Além disso, muito feliz por ser contemporâneo a Jimmy Sommervile e tantos outros artistas e ativistas que lutam todos os dias para que os direitos mínimos da comunidade sejam atendidos. Obrigado! 

Referências

Autobahn

OGlobo

Se você gostou dessa matéria, por favor, não deixe de curtir e expor a sua opinião. A sua interação é muito importante para a manutenção do site. Além disso, não se esqueça de seguir as nossas plataformas digitais, por lá, você tem acesso a todo o conteúdo produzido pela página como notícias, capítulos de novels, trailers, reviews e tudo mais.

Durante o mês de Junho, a BLB trará conteúdos especiais sobre a temática LGBTQIA+ como não somente matérias, mas também relatos daqueles que fazem parte da comunidade, além de entrevistas e muitas outras surpresas. Para ficar por dentro de todas as novidades, siga as nossas redes sociais e fique atualizado de tudo que preparamos especialmente para vocês!  

Para acessar o site das Novels Boys Love, clique aqui.

Para acessar o nosso canal do Youtube, clique aqui.

Para nos seguir no Instagram, procure por: @boyslovebrasill ou clique aqui.

Para nos seguir no Facebook, procure por: Boys Love Brasil ou clique aqui.

Para nos seguir no Twitter, procure por: @bloversbrasil ou clique aqui.

Para nos seguir no Telegram, procure por: Boys Love Brasil ou cliquei aqui.

Compartilhar esta publicação

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Optimized with PageSpeed Ninja