Pink money: o lucro com falsa representação

Pink money: o lucro com falsa representação

Olá meus bombons de licor, tudo bem com vocês?

Hoje nós vamos falar do famigerado “Pink money”, explicar seu significado e dar alguns exemplos de situações em que ele ocorreu.

É visível o engajamento das marcas e artistas para atrair a atenção e a simpatia do público LGBTQIA+, este tipo de ação recebeu o nome de Pink money. De forma resumida, se caracteriza como o poder de compra da comunidade LGBTQIA+, ou seja, o potencial de consumo de diversos produtos e serviços.

 

 

Mas por que isso? Diversos estudos mostram que pelo menos 10% da população mundial é LBGTQIA+, sendo esta uma grande parte da comunidade de consumo.

O censo do IBGE de 2010 mostrou que casais homoafetivos têm duas vezes mais renda que os casais heterossexuais, e gastam em média 30% a mais.

 

 

Ainda falando sobre o pink money, surge outro termo, o pinkwashing (mostrar inclusão de uma maneira oportunista e não inclusiva), e tem o mesmo sentido que o greenwashing (discurso sustentável enganoso e não aplicado aos processos produtivos da empresa).

Algumas marcas ou artistas podem tentar viver de aparência, tentando mostrar um posicionamento gay-friendly, isto é, aparentar ser simpatizante da comunidade, mas se for algo inconsistente e oportunista, o público irá perceber e todo o apelo LGBTQIA+ irá se voltar contra este. Alguns exemplos em que isso aconteceu foi com os cantores: Nego do Borel, no clipe de “Me solta” em que retratou um gay extremamente estereótipado, e Jojo Todynho no clipe e música de “Arrasou viado”, mas a mesma anteriormente já havia reagido de forma desrespeitosa com um fã homossexual, a dupla russa t.A.T.u., que estourou a música “All the things she said” apelando para a tensão sexual entre as duas integrantes que na verdade são hétero.

 

 

 

 

Partindo agora para as empresas, obanco Itaú realizou algumas ações durante o mês do orgulho LGBTQIA+, mas tinha demitido um funcionário gay por postar vídeos durante suas férias beijando seu marido. E ai, sentem esse pinkwashing meu bombons?

 

 

 

Aomesmo tempo que temos marcas se aproveitando do nosso poder aquisitivo para criar falsas alianças, também temos alguns casos em que estas realmente ajudaram a comunidade!

A Doritos distribuiu uma versão especial do seu produto durante eventos, conhecido como Doritos Rainbow. Era possível adquirir a versão arco-íris do salgadinho online fazendo uma doação para a Casa 1, que acolhe e apoia jovens LGBTs+ que foram expulsos de casa e encontram neste local um verdadeiro abrigo. Muitas pessoas nas redes sociais parabenizaram a iniciativa da marca.

 

A marca de cerveja Skol lançou latas exclusivas com a bandeira LGBTQIA+ em sua logo, reforçando o seu apoio a comunidade . Essa lata especial foi comercializada no dia do evento (parada LGBTQIA+) e parte da renda foi destinada à Casa 1.

 

Nós já estamos chegando ao fim, mas antes eu queria deixar uma indicação. Ao som de Rap/Trap a Drag Queen Glória Groove trouxe como tema o pink money na sua música “Magenta Ca$h”, faixa do seu mais recente EP “Alegoria”, se você já viu, veja novamente. E se ainda não conferiu, corre aqui no link abaixo!

 

https://youtu.be/KngA1x8lAIE

 

“O tema “pink money” já era uma coisa que eu queria retratar no meu trabalho há muito tempo. Amei fazer isso com a ferramenta do trap, amei trazer a Monna Brutal para dentro desse som. É uma pessoa que sou muito, muito, muito fã”, revelou Gloria, durante uma entrevista ao Popline. — Extremamente lendária em tudo que faz!

Bom meus bombons por hoje é só, beijos e até a próxima!

Compartilhar esta publicação

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Optimized with PageSpeed Ninja