O poder da música: Begin Again Korea

O poder da música: Begin Again Korea

Oi gente, como estão?

Esta matéria está pronta desde julho quando comecei acompanhar o programa, eu quis deixar para agora porque combina muito com o que eu quero dizer. Mas antes eu quero falar sobre o tema: Musicoterapia.

Eu sou alguém que apesar de não saber cantar ou tocar instrumento, sou movida à música. É quase como o ar, é indispensável para que eu consiga viver. Mas, na verdade a música sempre esteve presente na vida de todos, afinal até mesmo bebês recém nascidos fazem sons com a boca e são facilmente atraídos por barulhos antes mesmo de começarem a falar.

A ciência não nega o impacto que a música tem nas emoções, no comportamento e até mesmo na saúde. Ao ouvir uma gravação ou tocar instrumento, diversas áreas do cérebro são instigadas, onde atividades comum não conseguem atuar. Pesquisas e estudos mundo afora vêm testando e reconhecendo o poder terapêutico das melodias para enfrentar problemas que afetam a mente e até mesmo o corpo. Hoje, estudiosos já encaram como um remédio ao prescrever doses e esquema de uso como medicação.

A primeira área que adotou esse método foi a psiquiatria para tratamentos de ansiedade e depressão e por isso é chamado de musicoterapia. 

Agora sim vamos falar de Begin Again Korea.

O programa é da emissora JTBC, sua primeira temporada foi ao ar em junho de 2017, o objetivo do programa era de levar para diversas cidades estrangeiras o poder “curativo” da música por meio de apresentações de rua. Na primeira temporada o elenco principal  contou com Lee Sora, Yoon Do Hyun (YB), You Hee Yeol (Toy) e Noh Hong Chul, todos cantores de referência na Coreia, com anos de carreira artística. A gravação aconteceu primeiro na Irlanda (Dublin, Galway, Slade Castle, Cliffs Of Moher), foi para Inglaterra (Chester, Liverpool e Manchester), seguindo para Suíça (Montreux) e terminou na França (Chamonix).

O sucesso do programa não poderia ser maior, em menos de 6 meses uma nova temporada começou e eu preciso falar que o programa foi uma ótima oportunidade para aumentar a visibilidades de artistas coreanos no exterior como para mostrar aos nativos espectadores que o poder da música mesmo de outro idioma é sentido. Muitas pessoas se emocionaram com as apresentações mesmo de canções coreanas que não conheciam.

A segunda temporada teve uma produção maior e por isso houve duas equipes para essa edição, a primeira com Kim Yoon-Ah (Jaurim), Lee Sun Kyu (Jaurim), Yoon Gun, Roy Kim, Jeong Se Woon, Lena Park, Hareem, Henry e Lee Suhyun (AKMU), os cantores dessa temporada teve uma mistura incrível entre os de pop e ballad. Dessa vez a gravação passou por Portugal (Lisboa, Porto, Cascais e Aroeira) e Hungria (Budapeste).

Algo que me chama a atenção nesta produção é a mistura de gêneros, idades e estilos, muitas vezes acredito que esses cantores nunca nem pensaram em se juntar para cantar juntos. Ou se pensaram nunca acharam que teria chance de se apresentar.

Assim como a segunda, a terceira temporada também teve duas equipes, Lena Park, Hareem, Henry e Lee Suhyun (AKMU) retornaram e se juntaram com Lim Heon Il e Kim Feel, a segunda equipe ficou com Lee Juck, Taeyeon (Girls Generation), Paul Kim, Jukjae e Kim Hyun Woo (DickPunks) começando a jornada em casa em Seul, seguindo para Itália (Sorrento, Naples, Positano, Ravello, Amafi), Alemanha (Berlim), voltando para Itália (Verona e Sirmione) e terminando na Holanda (Amsterdam).

E, enfim chegamos na quarta edição, aquela que além de acompanhar as apresentações eu consegui ver o programa em si e sentir com dor no coração pelo momento que estávamos e estamos vivendo ainda devido à pandemia COVID 19, a produção voltou para casa e visitou várias cidades do país. Toda semana eles visitaram determinado local para realizar a apresentação de rua com todos os cuidados de distanciamento social, alguns casos foram usados carros ou simplesmente marcados por tapetes. Os convidados e a equipe era submetidos a exames, medição de temperatura e muito álcool em gel além de serem obrigados a usar as máscaras, apenas os cantores não usavam para conseguir se apresentarem. 

Essa temporada serviu para mudar a forma de como apreciamos a música ao vivo, mas também para mostrar que o poder da música ainda é forte.

Eu me juntei a equipe de Hareem, Henry e Lee Suhyun que se mantiveram desde a segunda edição, Jukjae que participou da terceira, recebem novos convidados, Crush, Lee Hi e Sohyang. Jung Seung Hwan que participou da segunda temporada e Lee Sora que retornou após a participação na primeira temporada também se juntaram a equipe. Sem poder sair do país, a quarta temporada começou no aeroporto de Incheon e no Culture Tank, seguindo para a cidade de Daegu, indo para Gangwon-do, Gyeongsangbuk-doBusan, Jeonju e terminando em Seul.

Tendo em vista toda a problematização da Covid, muito dos lugares onde se apresentavam durante a quarta edição eram lugares onde eles puderam levar a “cura” para aqueles que mais precisavam, chegaram até a se apresentar num hospital em Daegu, cidade onde houve mais casos do vírus, o estádio de Daegu também foi sede do programa, uma vez que foi montado o hospital de campanha no local, foram também em universidade para animar os jovens, entre outros lugares. E a respostas dos que puderam participar tiveram a mesma essência:

Eu vim aqui depois de trabalhar, mas é como se tivessem levado embora todo o meu cansaço.
Estou me sentido assim pela primeira vez em 3 meses.
Como se eu estivesse viva.
Parece que recebemos um grande presente, então foi muito bom.

Tudo isso com todo o cuidado, sendo até mesmo mostrado repetidas vezes todo o preparo de organização e precauções, afinal além de quererem dar a “cura” para quem estivesse lá, eles não poderiam arriscar a vida de quem estava participando.

Minha prescrição médica do programa:

1 dose de YB para te dar coragem

3 doses de Suhyun feat Lena para acalmar seu coração

1 super dose de Henry para te fazer feliz

1 dose especial de Lee Hi e Jung Seung Hwan para se sentir consolado

5 doses de Road para te fazer sentir bem, afinal esse é só o começo da estrada.

Fontes:

Saúde.Abril

JTBC Begin Again

É preciso lembrá-los que estamos no Setembro amarelo, período da campanha de prevenção ao suicídio. Dessa forma, durante todo o mês, a Boys Love Brasil, além da habitual programação, trará também conteúdos relacionados à causa, engajando e demonstrando todo o nosso apoio à preservação da vida.

Caso sinta necessidade ou conheça alguém que precise, contate o Centro de Valorização da Vida (CCV), uma instituição que auxilia pessoas em situações de vulnerabilidade emocional, atuando na prevenção ao suicídio. Para conversar com um dos voluntários, ligue para 188 ou acesse o site. Não se preocupe, o atendimento é anônimo, 100% gratuito e funciona 24h por dia.

Se você gostou dessa matéria, por favor, não deixe de curtir e expor a sua opinião. A sua interação é muito importante para a manutenção do site. Além disso, não se esqueça de seguir as nossas plataformas digitais. Lá, você tem acesso a todo o conteúdo produzido como notícias, capítulos de novels, trailers, reviews e tudo mais.

A Boys Love Brasil agora tem uma loja! Lá, você pode encontrar acessórios como camisetas, canecas e almofadas do seu dorama, banda de k-pop ou anime preferidos. Se você ainda não conferiu, acesse clicando aqui.

Além disso, a BLB agora também possui uma editora! Se você tem interesse ou conhece escritores que produzem histórias, sobretudo LGBTQ e que gostariam de publicá-las online. Entre em contato conosco. Para acessar o site, clique.

Para acessar o site das Novels Boys Love, clique aqui.

Para acessar o nosso canal do Youtube, clique aqui.

Para nos seguir no Instagram, procure por: @boyslovebrasill ou clique aqui.

Para nos seguir no Facebook, procure por: Boys Love Brasil ou clique aqui.

Para nos seguir no Twitter, procure por: @bloversbrasil ou clique aqui.

Para nos seguir no Telegram, procure por: Boys Love Brasil ou clique aqui.

Compartilhar esta publicação

Comente e deixe a gente Feliz

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
%d blogueiros gostam disto:
Optimized with PageSpeed Ninja