MELHOR RAPPER

MELHOR RAPPER

O resultado do BL Awards 2019, na categoria de kpop Melhor Rapper, adivinhem? Também é do BTS.
Não podemos negar o talento deles, o resultado do BL Awards nos mostra isso, dando ao Suga o primeiro lugar na categoria de rapper.

Suga é o nome artístico de Min YoonGi. Ele nasceu em Daegu, no dia 9 de março de 1993. Ele é rapper, compositor, dançarino (afinal pegar as coreografias do BTS não é para qualquer um) e produtor musical.

Seu interesse por música começou no quinto ano de ensino, após ver uma atuação de Stony Skunk na televisão, e foi também assim que começou a escutar grupos hip-hop como Epik High. No segundo curso da escola média, performou pela primeira vez num palco a música Go Back, do Dynamic Duo. Aos treze anos, começou a aprender como usar a tecnologia MIDI e a escrever suas próprias canções.

Quando tinha dezessete anos, um mentor ajudou ele a entrar num grupo de rap underground chamado D-Town. Numa entrevista à revista Grazia, ele disse: “Quando trabalhava no estúdio, compunha canções ou fazia ritmos, e até os vendia. Depois comecei a fazer rap. Enquanto trabalhava ali era difícil pagar a comida ou o transporte. (…) Mas ainda sendo difícil, queria fazer música, de modo que o suportava”.

Em 2010, Suga participou das audições Hit It coordenadas pela BigHit Entertainment. Ficou em segundo na competição, mas ainda assim conseguiu fazer parte da companhia a partir do dia 7 de Novembro de 2010.
Mesmo tendo entrado em Big Hit como compositor, acabou sendo escalado para a formação de um grupo, que debutou em 13 de Junho de 2013.
Suga já confessou que seu irmão mais velho teve um papel importante em sua carreira musical, ao ser o único membro da família que apoiava ele quando decidiu se apresentar à audição da BigHit. A música «Never Mind», no álbum The Most Beautiful Moment in Life, Part 2, fala sobre o desprezo de sua família ao seu desejo de ser músico.

Em 2016, conseguiu lançar sua primeira mixtape, Agust D. O pseudónimo “Agust D” vem de «DT Suga» ao inverso, o nome que utilizava quando começou a escrever letras, onde «DT» significa «Daegu Town» cidade onde nasceu.

A mixtape teve dois clipes, uma para a música título “Agust D” e outro para a música “Give it to Me”. O álbum foi incluído na lista das 20 melhores mixtapes de 2016 do canal Fuse.

O conceito do vídeo é juventude errante e conta a história de como Suga escapa após estar atado e encerrado numa auto-caravana para depois nascer como Agust D. A filmagem foi feita em Julho, num estúdio de Namyangju, na província de Gyeonggi. O diretor do vídeo foi Kim Sung Wook, da companhia OUI, com Kim Soo Ji como assistente de direção, Song Hyun Suk como técnico de iluminação e Shin Gwi Ok como desenhador de set. A edição fez-se de forma conjunta por Lumpens e OUI.

Em Give it me, a história é mais sobre o artista que ele está se tornando e como ele lidou com as dificuldades para chegar onde está. A mesma equipe foi escalada para a produção.

Tanto «Agust D» como «Give it to Me» entraram na lista de vídeos k-pop mais vistos em agosto de 2016 no mundo.
O trabalho como Agust D se iniciou em 2011 até chegar ao resultado final, foram mais de 70 canções entre 2014 e 2016. Cifras podem chegar a 80. Ao falar sobre o trabalho ele mesmo expressou que era difícil criar esse tipo de ritmos e letras para o BTS, e que como Agust D conseguia se expressar livremente.

Numa entrevista concedida à Marie Claire, na última fase de preparação do álbum, declarou: “Expressei-me de forma clara em relação ao que penso da juventude. Também tenho falado de forma honesta sobre mim mesmo. Sou o tipo de pessoa que gosta de criar baseado no que tenho experimentado desde a adolescência até os vinte anos, na minha vida diária, nos meus conflitos e nos meus sonhos”. Disse também que a sua maior preocupação tinha sido sempre não ter um sonho claro e que sempre tinha vivido tentando ajustar-se ao molde da sociedade, mas ao se fazer adulto se tinha dado conta de que a realidade era diferente daquilo que esperava.

O formato de mixtape foi escolhido por Suga, que explicou que pensava que um álbum estaria preso dentro de uma estrutura fixa, e que também sentiria pressão para que o álbum entrasse nas listas de Melon.

Sobre as canções incluídas disse que “Quando fiz a lista de canções preocupei-me muito sobre como tinha que encaixar as coisas para que fluíssem e para expressar claramente as histórias que queria incluir” a composição da música título iniciou em 2011 com a intenção de falar sobre o verdadeiro eu que os outros não conheciam.

Suga interpretou pela primeira vez uma canção do mixtape ao vivo —«Tony Montana» em colaboração com Jimin — durante o terceiro fanmeeting do grupo na Coreia em Novembro de 2016.

Algumas curiosidades do nosso querido rapper:

•Gostaria de ser apresentador de rádio um dia; (confesso que meu sonho seria ver o Suga e o BangChan do Stray kids, conduzindo um progeama de rádio)

• Ele produziu a música “Jump” com a ajuda de Rap Monster quando eles ainda eram trainees, a música está no segundo EP do grupo em 2014.

•Quer fazer músicas que contem as histórias dos membro do BTS.

•Acredita que a papel de um ídolo é mandar mensagens, então ele quer fazer músicas com as quais as pessoas possam se relacionar.

Devo dizer que ele já faz isso e faz muito bem. E, por isso sou muito grata ao título de Melhor Rapper do BL Awards para ele com 21% dos votos.
Em segundo lugar, as mulheres foram representadas, dando a Lisa do grupo Black Pink 19% e em terceiro lugar ficou o colega e líder do BTS, NamJoon.

  1. Suga BTS 21%
  2. Lisa Blackpink 19%
  3. Namjoon 16%

É isso aí
Beijos e beijos
CR. Kim nana

Siga as redes sociais da Boys Love Brasil! ♥️🔎

Twitter: @boyslovebrasil
Instagram: @boyslovebrasil
YT & FB: Boys Love Brasil
Telegram: @boyslovebrasil1

Compartilhar esta publicação

Comente e deixe a gente Feliz


%d blogueiros gostam disto:
Optimized with PageSpeed Ninja