Hebe Camargo e o Movimento LGBT

Hebe Camargo e o Movimento LGBT

Conhecida pela sua personalidade forte e opiniões consolidadas, conversaremos hoje sobre Hebe Camargo, uma das figuras femininas mais famosas do Brasil.

Imagem: Reprodução

Apresentadora de programa, atriz, radialista, comediante e cantora, Hebe Maria Monteiro de Camargo Ravagnan, popularmente conhecida como “Hebe Camargo” era considerada a “Rainha da Televisão Brasileira”. Nasceu no dia 8 de Março de 1929 em Taubaté, cidade do Interior do estado de São Paulo e faleceu no dia 29 de Setembro de 2012, aos 83 anos de idade, vítima de uma parada cardiorrespiratória enquanto dormia. 

Ano passado, foi lançada uma cinebiografia da apresentadora de nome “Hebe – A Estrela do Brasil”, cuja personagem foi vivida pela atriz Andréa Beltrão. O Filme retrata um curto período da vida da apresentadora, quando a mesma saiu da TV Bandeirantes e foi para o SBT. 

Imagem: Divulgação/Globoplay

Mas, a nossa conversa hoje é sobre o relacionamento de Hebe com a comunidade LGBT. A saber, Hebe mostrava-se defensora do segmento que, na época, era considerado doença inclusive pela comunidade internacional, e também muito estigmatizado devido ao crescimento do número de casos de HIV entre pessoas pertencentes ao mundo LGBT o que levou, equivocadamente, à associação entre a enfermidade e a orientação sexual. 

O grande documento histórico que nos revela o posicionamento da artista sobre a questão é a participação da mesma no programa “Roda Viva” produzido pela TV Cultura em 1987, quando questionada sobre a sua relação com os homossexuais. 

“Porque não defender? Eles são piores do que a gente? Eles escolheram ser assim? São seres humanos iguais a gente. Eles têm pai, mãe, irmãos. Trabalham, pagam seus impostos”, disse.

Dando continuidade à sequência de perguntas, Hebe é indagada sobre a influência de seu posicionamento para a sociedade brasileira, ou seja, com o seu discurso favorável aos homossexuais, seria possível que ela acabasse incentivando a homossexualidade nas pessoas. 

“O fato de eu falar não vai mudar, ou as pessoas nascem assim ou não nascem. Quem tem que ser, é.”, redarguiu.

Finalizando seu discurso pró-LGBT, a apresentadora completa: 

“Eu tenho muitos amigos homossexuais, pessoas com quem eu aprendo muito, são pessoas educadas, maravilhosas, com uma cultura que eu gostaria de ter e não tenho, tenho profundo respeito, eles por mim e eu por eles, e eu converso muito, justamente por causa desse tipo de pergunta que as pessoas fazem e eles me dizem que já nasce, às vezes passa um tempo, demora pra se manifestar, e alguns vão se manifestar mais tarde. Eu não tô fazendo a cabeça de ninguém”. 

Hebe Camargo – Programa Roda Viva (1987)

Abaixo, disponibilizamos o trecho para que você possa conferir:

Se você gostou dessa matéria, por favor, não deixe de curtir e expor a sua opinião. A sua interação é muito importante para a manutenção do site. Além disso, não se esqueça de seguir as nossas plataformas digitais, por lá, você tem acesso a todo o conteúdo produzido pela página como notícias, capítulos de novels, trailers, reviews e tudo mais.

Durante o mês de Junho, a BLB trará conteúdos especiais sobre a temática LGBTQI+ como não somente matérias, mas também relatos daqueles que fazem parte da comunidade, além de entrevistas e muitas outras surpresas. Para ficar por dentro de todas as novidades, siga as nossas redes sociais e fique atualizado de tudo que preparamos especialmente para vocês!  

Para acessar o site das Novels Boys Love, clique aqui.

Para acessar o nosso canal do Youtube, clique aqui.

Para nos seguir no Instagram, procure por: @boyslovebrasill ou clique aqui.

Para nos seguir no Facebook, procure por: Boys Love Brasil ou clique aqui.

Para nos seguir no Twitter, procure por: @bloversbrasil ou clique aqui.

Para nos seguir no Telegram, procure por: Boys Love Brasil ou cliquei aqui.

Compartilhar esta publicação

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Optimized with PageSpeed Ninja