Fale bem ou fale mal, mas fale de mim: Tharn & Type The Series

Fale bem ou fale mal, mas fale de mim: Tharn & Type The Series

Olá meus bombons de licor, tudo bem com vocês?

Hoje nós vamos falar desta que amada por muitos, e odiada também: TharnType The Series!

— Ficha técnica

• Título original: Tharn Type The Series เกลียดนักมาเป็นที่รักกันซะดีๆ

• Diretor: Tee Sintanaparadee

• Gêneros: Amizade, Romance, Escola, Juventude, Drama, Família, Adulto

• Episódios: 12 + 02 Especiais

• País: Tailândia

• Ano: 2019

AVISO: a resenha abaixo pode conter spoilers e a série contém gatilhos emocionais!

— Sinopse

Type é um calouro temperamental, alto e bonito. Embora ele seja um garoto caloroso, ele é homofóbico porque foi molestado por um homem quando criança. Sua vida vira de cabeça para baixo quando o novo ano de faculdade traz uma pessoa muito interessante em sua vida, um colega de quarto gay, Tharn. Tharn, é muito bonito, com pele clara e características mistas. Ele também é abertamente gay. Com um gay e um que odeia gays, que precisam compartilhar um pequeno espaço juntos pelo resto do ano – qual pode ser o resultado de sua história? Ódio? Ou talvez amor?

Bom para quem não sabe, TharnType deriva da nossa amada Love By Chance (que inclusive está em exibição a segunda temporada atualmente) que são da autoria da Mame. E o Type chegou a aparecer na trama, mas interpretado pelo Earth Pirapat.

Contudo importante ressaltar que todo o elenco foi mudado de Love By Chance para TharnType, a não ser o Mark Siwat que faz breve aparições na trama. Sem mais delongas, vamos a resenha de TharnType The Series.

A série, como o próprio nome já determina, gira em torno de Type (Gulf Kanawut) um calouro jogador de futebol, doce é bem gentil, mas homofóbico. — Ele desenvolve esse preconceito contra gays devido ao fato de que foi molestado por um homem quando criança. E Tharn,  (Mew Suppasit) que é abertamente e orgulhosamente gay. Todo o conflito entre os dois nasce que Type descobre que Tharn, seu colega de quarto, é gay e vai confronta-lo. Neste momento eles começam a travar uma guerra para fazer com que o outro se mude. Mas entre esse conflito eles começam a se conhecer mais a fundo e desenvolver sentimentos, que vão evoluindo do despertar da lembrança de um trauma a um amor bem intenso.

A série tem um ritmo muito bom, não demora muito para entregar a história e seus elementos mais importantes. A direção não teve medo de entregar cenas ousadas, comédia, drama e romance tudo na medida certa. Sinceramente se você for assistir de coração aberto, não tem porquê não se apaixonar por esse enredo.

Confesso que o roteiro é um pouco mediano, e não muito bem trabalhado — mas é algo fácil de se entender já que foi baseado em uma novel, logo não se podem fazer tantas modificações.

O que pode faltar em qualquer outro traço da série eles com toda certeza compensam com uma atuação impecável, mesmo sendo o primeiro trabalho do Gulf ele se entregou completamente e fez algo impecável, o Type tem uma carga dramática imensa, um trauma do passado, uma personalidade forte, e trejeitos muito únicos, o Gulf conseguiu transpassar cada traço com perfeição!

Já o Tharn foi muito bem representado pelo Mew, devo ressaltar que acompanho nosso menino Suppasit a um tempinho, mas mesmo assim me surpreendi em como a atuação foi bem desenvolvida e cresceu na série, o Mew realmente precisava de um personagem que lhe desse um espaço para crescer e mostrar seu talento. — A cena do término dos dois me faz desidratar como nada nunca antes me fez!

Além dos protagonistas, é impossível não citar esse elenco de apoio fenomenaaaal! Cada personagem tem seu tempo de tela, seja pequeno ou um pouquinho maior ele te conquista, do mocinho ao vilão, esse é um elenco que entregou uma atuação bem acima da média nos BLs, se está buscando apenas rostinhos bonitos com atuação rasa você não vai encontrar aqui. A atuação é de fato um dos pontos fortes da trama.

A trilha sonora chama muita atenção, principalmente pela música tema que realmente gruda na cabeça e é quase impossível de parar de ouvi-la. Talvez, um dos maiores desafios dessa segunda temporada seja superar essa OST belíssima!

— TharnType2: 7 Years Of Love

Arrisco dizer que essa foi uma das, se não a, produção de um BL a confirmar mais rapidamente a continuação de uma série. Talvez seja pelo fato do sucesso da trama em escalas grandiosas! — Para a tristeza dos haters.

Na segunda temporada da série, Type e Tharn estão juntos há sete anos e ambos estão desfrutando de uma vida harmoniosa. Eles ainda brigam e se encontram com amigos da universidade. Agora, ambos estão trabalhando, Type e Tharn enfrentam problemas difíceis, pois aprendem que a vida nem sempre é apenas flores. Eles podem superar seus desafios ou não?

Eu confesso que além de querer demais ver a química de MewGulf em ação de novo, eu quero ver como será esse casal no futuro. Somente na primeira temporada nós observamos um crescimento enorme na relação dos dois, e em ambos como pessoa. Então esse “salto de tempo” me deixa muito intrigada para ver essa evolução, não só dos dois mas de todos da trama. 

Teremos a troca de alguns personagens, como a Tânia (irmã do Tharn) que será representada agora por uma atriz mais velha, pois na série já será uma adolescente. E a aparição de novos  personagens como:: a noiva do Tum (irmão do Tharn), e o par amoroso do Champ! — Quero desabafar que, sim eu criei um ghostshipp entre o Chamo e o No e fiquei um pouquinho chateada com isso, mas seguimos!

A segunda TharnType promete muitas novidades, e será finalmente lançada em 06 de novembro. Eu volto com os reviews semanais da trama, me aguardem!

Espero que tenham gostado. Beijos e até a próxima!

Compartilhar esta publicação

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Optimized with PageSpeed Ninja