Da Broderagem ao Amor?

Da Broderagem ao Amor?

Curta-metragem que se passa em um ambiente escolar, My Friendship é uma produção tailandesa da Wayufilm production lançada em março que conta a história de Bank (Mon Hatsawatchon) e Jack (Oak Puwanart), dois rapazes que se conheceram na escola. O primeiro encontro deles foi bastante marcante e que com certeza esta cena foi um “start” para muitos irem conferir a produção.

Bank (Mon Hatsawatchon) à direita e Jack (Oak Puwanart) à esquerda Imagem: Reprodução/IG

Com apenas 30 minutos de duração, a gente consegue compreender a construção do relacionamento entre os adolescentes que possuem personalidades em pouco diferentes, enquanto Jack é um menino estudioso, tímido e que mora com seus pais; Bank é um pouco mais quieto e emotivo, além de não tão estudioso assim.

Dessa diferença de personalidades e a partir de encontro sexuais que vão desde “rapidinhas” no banheiro da escola até algo mais “completo” na casa de ambos, eles paulatinamente vão desenvolvendo um sentimento afetivo um pelo outro, sem que isso seja explícito.

Eles só descobrem isso quando Bank tem que sair da escola. Eles ficam exatamente um ano sem se falar, até um dia Jack recebe uma ligação de um antigo conhecido que pede para vê-lo. Eles se encontram na casa de Jack e então decidem transar para lembrar os “velhos tempos”. Mas, antes deles começarem, Bank pede um favor ao outro, que feche os olhos por alguns instantes.

Imagem: Reprodução/IG

Nesse momento, a gente imagina várias coisas, quem sabe um pedido de namoro (com anel), mostrar alguma foto, sei lá, qualquer coisa, mas surpresos como eu ou não, quando Jack abre os olhos ele vê algo que não esperava: Bank transvestido. Eu tive um pouco de dificuldade para entender a cena, tanto que pedi a ajuda de colegas meus para interpretar e compreender a intenção do diretor.

Cheguei à conclusão e à teoria de que possivelmente Bank seja um praticante de cross-dressing, ou seja, goste de se transformar às vezes, o que é perfeitamente normal, ou talvez ele seja trans, isto é, ele nasceu menino, mas gostaria de fazer a transição. É uma questão que ainda não consegui compreender bem, mas o fato é que a reação de Jack não foi uma das melhores.

Ele na verdade estranhou muito seu “amigo” estar vestido daquela forma e pede que ele imediatamente saia de seu quarto e desapareça de sua vida. Eu definitivamente detesto essa expressão, porque sempre que uma personagem a diz para outra, esta última sempre segue ao pé da letra.

A cena final é a de Jack aos prantos enquanto encara uma foto de Bank em seu velório. É muito triste, porque neste momento descobrimos que a história é baseada em fatos reais, o que dói ainda mais. Em segundo plano, além da melancólica canção, é passado um discurso de Bank sobre a percepção tardia do amor. Triste, né?

O recado de hoje vai para aquele que ama alguém mais tem “medo” do que os outros podem achar sobre este amor, ignore-os, mas nunca aquele que você ama, além disso, nunca deseje que ele suma, porque pode ser que isso realmente aconteça e quem irá pagar pelas consequências é você. Aliás, palavra tem muito poder.

Se você gostou dessa resenha, por favor, não deixe de curtir e expor a sua opinião. A sua interação é muito importante para a manutenção do site. Além disso, não se esqueça de seguir as nossas plataformas digitais, por lá, você tem acesso a todo o conteúdo produzido pela página como notícias, capítulos de novels, trailers, reviews e tudo mais.

A Boys Love Brasil agora tem uma loja! Lá, você pode encontras acessórios como camisetas, canecas e almofadas do seu dorama, banda de k-pop ou anime preferidos. Se você ainda não conferiu, acesse clicando aqui.

Para acessar o site das Novels Boys Love, clique aqui.

Para acessar o nosso canal do Youtube, clique aqui.

Para nos seguir no Instagram, procure por: @boyslovebrasill ou clique aqui.

Para nos seguir no Facebook, procure por: Boys Love Brasil ou clique aqui.

Para nos seguir no Twitter, procure por: @bloversbrasil ou clique aqui.

Para nos seguir no Telegram, procure por: Boys Love Brasil ou clique aqui.

Compartilhar esta publicação

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Most Voted
Newest Oldest
Inline Feedbacks
View all comments
a.gabriel

Eu achei uma história bem forte, e que me suprendeu bastante. A fotografia, os cortes de câmera assim como a atuação dos meninos mostravam um ambiente tão realístico, que em vários momentos meu coração se condoeu. E também fiquei confusa na cena que o menino se traveste. Queria que fosse melhor explicado, mas também entendi que a história ali estava mais voltada a descoberta. Eles eram dois garotos que estavam se descobrindo, e as vezes é preciso de mais coragem do que se tem para aceitar youself. Coragem que faltou aos dois. Sim, eu chorei até não poder mais, mais… Read more »


1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Optimized with PageSpeed Ninja