Com amor, Key.

Com amor, Key.

Olá gente, tudo bem? Então, queria dizer para vocês que assistir, durante toda a semana, o rostinho lindo que é o do Ali King e a atuação impecável da Teetin, está sendo o MELHOR passatempo/trabalho que eu tenho feito. A história e o contexto que tem essa série e como a química dos garotos flui, me deixa… Boiola?

Pra quem não sabe, eu sou o Mumu e estou trazendo toda semana um review dos episódios de Boys’ Lockdown! E hoje teremos o quarto episódio recém lançado. Caso você tenha esquecido o que aconteceu nos episódios anteriores, você pode acessar: O episódio 1, episódio 2 e o episódio 3. Que se tornou o meu episódio favorito da série até agora!

Aquela velha Observação: Todo e qualquer comentário em itálico e fora de contexto são opiniões (ou surtos) pessoais.

E menos papo e mais ação, vamos lá!

O episódio começa com o Key conversando com o seu tótem de estimação, onde ele contesta sobre o seu crush da farmácia, Chen, influenciador digital da rede social Uptik, @CCStrng, cujo o jovem é um grande fã e possui uma leve queda no rapaz. Enquanto conversava sobre a coincidência o menino recebe uma notificação em seu celular, afirmando que o seu ídolo, @CCStrng, postou um vídeo recentemente, cujo foi acidentalmente enviado para postagem por conta de Laksa, a cadela de Chen.

Ai, eu amo o roteiro clichê porque tem que ter um drama né?! Mas tudo bem, eu aceito.

Enquanto assistia o vídeo, Key começou a acreditar que o seu crush estava esperando e interessado por outra pessoa, até que ele notou que teve acontecimentos coincidentes com os citados por Chen e entendeu que era sobre ele que o rapaz estava falando, tendo um grande pico de felicidade. Segundos após terminar de ver o vídeo, o jovem recebe uma mensagem de texto do influenciador digital pedindo para fazerem uma ligação. Atendendo à ligação, Key é indagado se ele assistiu o vídeo completo e enquanto conversam o rapaz sofre um pico de felicidade ao ser confirmado que o conteúdo do vlog era sobre ele.

Essa sinceramente foi a cena que eu tive um SURTO tão grande….

Enquanto conversavam sobre o conteúdo do vídeo, Chen decide questionar a Key sobre o seu status de relacionamento atual, perguntando se o rapaz estava namorando no momento. Tendo como resposta negativa, o influenciador digital instantaneamente pergunta se poderá começar a dar em cima de Kalunsod, que em um surto – nem tão – silencioso, acaba derrubando a sua cortina e disfarça dizendo que foi culpa de um gato qualquer que passava por alí. Por fim, Chen diz que gosta do jovem rapaz e comenta que deseja conhecê-lo ainda mais.

MEU DEUS ESSA CENA FOI MEU TUDO! A forma como o Ali nos transparece um personagem sonhador e meigo me deixa tão apaixonado… Eu acho isso tão incrível quando retratado em um personagem, porque o torna mais humano, sabe? E eu acho que o Ali tem feito um trabalho tão incrível enquanto Key. E também temos o Alec, com um personagem tão cheio de si e que também possui suas fragilidades e erros, deixando-o tão humano quanto qualquer outro personagem nessa série.

É completamente louvável e admirável, como a Ticket2Me nos entrega uma história tão fluida e simples – visto que se passa dentro da quarentena -, que você sente como se fosse um dos personagens vivenciando tudo aquilo que eles enfrentam constantemente. Eu sou 100% o Key, sem dúvidas. Obrigado Ticket pelos mimos…

Kalunsod por fim, diz ao rapaz que já estava com o Passe da Quarentena em mãos e que poderia sair novamente, marcando de encontrar-se com Chen no dia seguinte para lhe entregar os remédios de Libby.

Ok, talvez eu seja um pouco o Martin também…

Após conversar com Chen, Key decide fazer uma chamada de vídeo com o seu melhor amigo, Martín, para – fofocar – conversarem sobre o que tem acontecido entre os garotos, desde o encontro a saber quem é o influenciador @CCStrng. Gabando-se sobre ter sido responsável pela união dos rapazes, já que apresentou o influenciador digital ao amigo, Martín assume que a ideia de entregar os remédios é apenas uma desculpa para poder se encontrar com o seu crush.

Feliz 2007, Martín!

Enquanto Kalunsod conversava com Martín, Chen decidiu ir falar com a sua irmã sobre o que ele pretendia fazer no decorrer daquele dia e como ele estava entusiasmado de poder conhecer alguém dentro desse período caótico. Assumindo a responsabilidade de sua decisão, já que a sua irmã lhe trouxe um ponto de vista – bem importante – sobre tudo aquilo que estava acontecendo, o rapaz decidiu ser sincero com a garota e esclareceu o motivo da sua escolha. Laudo médico: boiola.

Em uma conversa quase que sincronizada, mesmo que acontecendo em ocasiões distintas, os garotos, Key e Chen, explicam sobre as precauções que irão adotar durante o pseudo encontro – lembrando que, dentro das normas de convivência estabelecidas pela OMS, existe a importância da distância física -, assumindo que não iriam ter qualquer contato entre eles que ousasse quebrar as regras.

Eu achei essa mesclagem de cenas um tanto quanto importante, pelo fato de nos mostrar dois pontos de vistas completamente opostos, porém semelhantes. De um lado Martín, o amigo que se preocupa, mas deseja que Key tenha um encontro como qualquer outro, com conversas e beijos (meu sonho…) e do outro lado, temos a irmã super protetora e que, mesmo cedendo ao irmão mais novo Chen, não deixa de agir com responsabilidade ao alertá-lo de usar a máscara facial e manter o distanciamento social.

Eu senti que era eu quem estava conversando com um amigo e com a minha irmã ao mesmo tempo, isso é surrealmente INCRÍVEL! Ticket2Me está me impressionando e me deixando cada dia mais apaixonado por todos os personagens que eles nos apresentaram, mostrando que eles podem ser ainda melhores do que já são, dentro do seu próprio desenvolvimento.

Sim, eu fui completamente domesticado pela Ticket2Me, como adivinhou?!

Gente, sinceramente, eu não posso ver essa mulher em cena que eu já fico em êxtase, ela é uma atriz do c#$%&#@ até em silêncio, como isso é possível!?

Durante sua conversa com Chen, Libby acaba por ceder e deixar que o irmão possa finalmente se encontrar com Key, embora o orientasse a manter todas as precauções estabelecidas pela OMS. E ao se despedir do irmão, ela pede que o mesmo dê um recado à Dicky.

O QUE SERÁ QUE VEM AÍ? Dibby, Licky, PRECISO DE NOMES…

Ao se dirigir para o ponto de encontro com Chen, Key é indagado por Dicky sobre o que fazia lá e que era proibida a entrada e circulação de desconhecidos no condomínio. Ao explicar quem ele estava esperando, o voluntário se recorda do dia anterior e comenta incessantemente sobre como o influenciador digital estava triste por conta do encontro que não ocorreu.

Amigo, me ajuda aí na moral… Já não basta ter sofrido por não ter visto o crush, ainda é lembrado que deixou o menino triste… puts…

Enquanto levava sermão do voluntário por conta do ocorrido, Key avista Chen do outro lado da rua em sua bicicleta.

Mano, eu tenho duas coisas pra dizer sobre essa cena. A primeira é, MEU DEUS UMA HORA PARA ATRAVESSAR A RUA (DE BICICLETA AINDA POR CIMA). A segunda é, cara eu sou muito boiola por eles dois, a química que eles possuem é SURREAL, vou ser amado assim NUNCA?

Enquanto extasiados pelo momento do seu oficial pseudo encontro, os garotos recordam-se do dia em que se encontraram pela primeira (segunda) vez na farmácia. E meu Deus, a forma como eles se olham e sorriem com os olhos me deixa tão apaixonado, quero namorar com os dois. Durante a conversa, Key disse que havia um presente para Chen dentro da sacola e que ele não deveria se desfazer dela sem antes olhar o seu interior. Enquanto isso eles constantemente se aproximavam – o que me deixava em completo surto contínuo -, até serem alertados pelo – empata foda – voluntário, Dicky, advertindo-os sobre as regras de distanciamento social.

Eu acho que eu nunca surtei tanto na vida quanto eu surtei vendo eles se aproximarem, eu queria que eles se beijassem de máscaras cara……

Indo embora, Key é chamado por Chen que esquece completamente o que iria dizer – não julgo, não saberia me comportar frente a frente com o Ali sem gaguejar -, Kalunsod então pede para adicioná-lo na rede social Uptik. Instantaneamente, Dicky pega o seu celular para anotar o usuário de Kalunsod e talvez adicioná-lo também. Dicky é aquele personagem que atira pra todos os lados né?!… Adorei, é aquele ditado: caiu na rede é peixe.

Eu fico impressionado que até o alívio cômico é colocado como um ponto importante na série para conscientizar sobre a pandemia, estou cansado de elogiar a Ticket2Me, pareço até um puxa saco… Mas, porra, só faz coisa certa velho…

Após despedirem-se, Dicky dirige-se à Chen pedindo que ele devolvesse a mensagem para Libby. Indo embora, o influenciador digital abre a sacola dada por Key e pega o presente garantido pelo jovem, um desenho autoral feito em homenagem a Chen. Finalizando o episódio da forma mais fofa e romântica possível.

Eu não estou apaixonado por personagem fictício não, né?!

Gente, esse episódio foi a coisa mais fofa que eu já pude assistir, o que vocês acharam? O que estão achando da série até agora? Ansiosos pelo quinto episódio? Não direi que eu comprei o ingresso para assistir antes porque eu não quero ser chamado de boiola, mas fazer o quê… Eu sou… 
Sigam a BLB em suas redes sociais e também a Ticket2Me, inclusive vamos ajudá-los a bater o total de 100k de seguidores no seu canal oficial do Youtube! É só se inscrever! Não esqueçam de sempre beber frutas e comer água!  Beijo e até a próxima, pessoal! Mumu ama vocês. <3

Compartilhar esta publicação

Comente e deixe a gente Feliz

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
%d blogueiros gostam disto:
Optimized with PageSpeed Ninja